sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Sinto medo, frio, e angústia de ver as pessoas ao meu redor se indo. Pra mim um dos piores sentimentos é a saudade, quem sofre disso, sofre para toda uma eternidade. Eu sinto, admito, tenho saudades de pessoas e de uma em especial, uma pessoa que por mais que eu vire o mundo eu nunca mais irei vê-la, e isso é triste, de tal forma que não se preenche um amor. A pessoa que sente saudade não se sente completa, esta sempre faltando alguma coisa em seu mundo. Eu nunca consegui viver feliz por vários dias, me entristesso de uma forma inexplicável. Tem dias que tenho medo de sair para fora de casa e viver. Ultimamente não tenho mais conseguido evitar o choro antes de dormir, e isso me angustia porque, por mais que eu não queira, as lágrimas caem. E assim estou, não sei o que me acontece e o que vai acontecer. Seguirei em frente até o fim, com lutas e vitórias, com as pessoas que me amam e que eu amo.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

E antes daquilo ela vivia dias ruins, depois do belo acontecimento tudo mudou. É, depois que ele começou a fazer parte de sua vida, tudo parece ser como num conto de fadas.

domingo, 16 de setembro de 2012

E o meu mundo continua deprimente, não sei mais o que fazer da minha vida. Tudo bem que as pessoas dizem que dias ruins devem existir para que os bons possam vir e valer a pena, mas isso não acontece comigo. Não acredito nessas coisas, vivo mais dias tristes, chatos, e um bom pouco irritantes do que dias felizes. Acho que as pessoas se confundem muito com dias e momentos, claro, momentos bons eu tenho vários, mas sempre me acontece alguma coisa para que este momento seja logo apenas uma lembrança.  Algumas imagens de momentos inesquecíveis: 
2ª Feira das Profissões.

Rotary, Rotaract e Interact no desfile de 7 de setembro.

Interact e Rotaract fazendo doces. 








Aniversário da Mariis'








Dia da troca de presidente e que fomos empossadas.









  

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Eu passei dias terríveis. Dias que eu não sabia o que fazer, pensei em fazer tantas bobagens que se eu estivesse feito hoje estaria arrependida. Mas também, me entendo, passei por dias tão ruins que eu quase não aguentei a pressão de viver. Mas hoje, estou aqui pra falar sobre mim, ou tentar falar.. Eu ando estranha, sei lá, insegurança talvez, to quase perdendo minha melhor amiga pra uma pessoa que ano passado ela odiava. Vamos dizer que meu mundo esta assim: Eu e a amiga da nova melhor amiga da minha melhor amiga estamos fazendo uma brincadeira com as nossas melhores amigas por motivo de ciúmes, é sabe, elas acham que somos crianças por estarmos fazendo isso, mas não é criancisse é questão de ciúmes mesmo, nós amamos elas, e estamos nos sentindo trocadas. Mas isso nem é sério, nem se preocupamos, porque elas sempre serão nossas melhores amigas. Aulas, é, também estão sendo problemas.. Não consigo me concentrar, mas à partir de segunda-feira vou melhorar, hoje na aula de geografia a professora fez eu copiar, e sei lá, pareceu tão bom, fazia uma semana que eu não copiava nada. E no final da aula, ela contou umas histórias pra gente, e nos ensino um pouco sobre espiritismo e foi tão legal sabe. Acho que aquilo foi bem pra mim, me encherguei muito nas coisas que ela disse. E agora to mais leve, mais calma.. Só com ciúmes. :S

sábado, 8 de setembro de 2012

As pessoas dão realmente valor ao amor quando perdem, eu estou tão confusa ultimamente que já pensei em largar tudo. Tudo o que eu gosto e ficar apenas seguindo a vida. Mas, nem isso eu posso. É estranho viver um dia como se eu fosse feliz do meu jeito, eu sou feliz, mas não como eu queria ser sabe, eu saio de casa sorrindo, chego vou para o quarto e choro, choro feito uma condenada nem sei porque, talvez porque só ali, no meu quarto, deitada, sozinha, eu consiga ser eu de verdade, triste e sozinha. Sair de casa é como entrar em um livro de falsidade, de mentiras, de pessoas incrédulas. De milhões de pessoas no mundo, o meu amor é válido apenas para em torno de umas dez, meu amor verdadeiro é pra quem pode, e não para qualquer um, sou simpática, por educação, se não, só uma pessoa gostaria do meu jeito como eu sou de verdade. Na real esse mundo não é pra mim.

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Quem sabe um dia ela vai conseguir o que mais quer, amar e ser amada.

domingo, 2 de setembro de 2012

O mundo exige de cada um força e competência, coragem e paciência. Porque será que ele exige coisas que eu não tenho? 
Ela estava indecisa, nunca vivera assim antes, tinha tempo para tudo e não fazia nada. Não conseguia, faltava ânimo, vontade e razões. Confusa, esta é a palavra certa.